Não perca o que Judas perdeu

Na noite de domingo, 26 de março de 2017, fomos novamente agraciados com mais uma das belas pregações inspiradas pelo Espírito Santo de Deus na vida de nosso amado Pr. Jonatã de Paiva, vice-presidente da Igreja Evangélica Pedra Viva, que está localizada no bairro de Quitaúna em Osasco-SP.

Como de costume suas pregações nos faz refletir e mergulhar nas profundezas do evangelho de Cristo e desta vez não foi diferente. Pr. Jonatã nos levou ao evangelho de Mateus, mais precisamente ao capítulo 26:50, onde a frase de Jesus abre muitas reflexões para nossa vida cotidiana, “Amigo, para que vieste?”Jesus chama Judas de amigo e lhe pergunta para que vieste e em seguida os guardas prendem Jesus.

Caro leitor se você ainda não leu este livro tão maravilhoso que é o evangelho de Mateus, não perca mais tempo e corra para esta leitura, pois o que trataremos aqui é apenas a meditação deste versículo, onde Pr. Jonatã explana com riquezas de detalhes e olhos cheios de amor o quanto esta passagem se assemelha com nossas vidas hoje e eis a questão que fica para reflexão da igreja, “Amigo, para que vieste?”.

O que nos leva a seguir Jesus? Afinal, o que estamos procurando? Para que vamos à casa de Deus? Essas e outras questões nos permeiam.

A pergunta de Jesus, “Amigo, para que vieste?”, nos leva a pensar qual a finalidade de buscarmos a Deus. Queremos Deus verdadeiramente ou só estamos atrás daquilo que ELE pode nos oferecer. Se, de fato, queremos Deus na nossa vida por que inúmeras vezes nos pegamos fazendo coisas que não agradam o coração do Pai.

Devemos entender qual o nosso propósito de vida diante de Deus, parar de seguir protocolos e mergulhar numa profunda intimidade com Deus e é isso que o Senhor deseja, que seus filhos entendam seus propósitos e os cumpram.
Na atitude de Judas ao entregar Jesus aos guardas, Pr. Jonatã menciona que isso acarretou muitas perdas para ele e não falo de perdas materiais, mas sim de perdas irreparáveis, como perda da dignidade, do respeito e o principal, a perda da sensibilidade; a sensibilidade de estar em todo momento ao lado do Mestre e ainda assim se deixar levar pela ganância e pela frieza que teve no momento de traí-lo.

A moral desta mensagem é nos trazer a reflexões de como estamos levando nossa vida com Deus e, se o que estamos fazendo está de acordo com o que Ele quer para nossas vidas. Será que estamos perdendo nossa sensibilidade em relação a Deus e a tudo que Ele representa em nossa vida? Qual o grau de importância de Deus para você? O que tem sido prioridade em sua vida hoje?

São tantas coisas não é mesmo? Trabalho, faculdade, curso, escola, filhos, família e quando vemos o dia já se foi e para Deus quanto tempo lhe foi dado?

Volte enquanto é tempo. Volte enquanto a sua sensibilidade para com Deus, não esteja como a de Judas, que teve danos irreparáveis e seu remorso o levou a morte espiritual e física. Não perca a honra de estar na mesa com o Mestre, não o troque pelas coisas desse mundo.

Fiquemos com a questão. “Amigo, para que vieste?”. Jesus lhe faz esta pergunta hoje. Qual é a sua resposta?

Edificou? Edifique mais alguém e compartilhe!

Kariane Nalini

Formada em Comunicação Empresarial, pós-graduada em Liderança e Desenvolvimento Humano. Como Life Coach ajuda as pessoas a alcançarem seus objetivos. Ama a Deus sobre todas as coisas, é uma admiradora da natureza e fã de esportes radicais.
Lema: “Sonhar é a engrenagem do sucesso”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *