“Eu decidi me dedicar nesse período em ser mãe”, afirma Heloisa Rosa

Com o nascimento de Joshua, as canções inspiradas pela maternidade, para Heloisa Rosa, ganharam espaço em sua discografia. Lançado em 2015 pela Musile Records e disco mais recente de sua obra, Paz é um aglomerado de temas mas, majoritariamente, trata do reino divino.

No entanto, no final do último ano, as canções sobre ser mãe ganharam mais sentido para Heloisa Rosa. Nasceu Anne. Atualmente, em pausa, a cantora fala de seus atuais momentos. “Eu decidi realmente me dedicar nesse período em ser mãe. Parei temporariamente com minhas atividades, meu trabalho, mas devo retornar em breve”, afirma.

 

Coincidindo com o lançamento do clipe de “A Alegria”, Anne, filha de Heloisa, nasceu. “Não que tenha sido uma ideia premeditada ao compor o repertório do álbum, mas foi um presente enorme poder celebrar seu nascimento com uma música que reflete tão bem esse sentimento”, afirmou a intérprete.

Aos quatro meses de idade, a cantora tem aproveitado o momento para descansar. “Em linhas gerais, eu posso dizer que é a melhor coisa desse mundo (risos), depois de conhecer a Deus e ter Jesus no coração, ter um bebê para amar e cuidar traz muita alegria. Ela é uma doçura”.

Segundo Heloisa, seus planos, para os próximos cinco meses, é a maternidade. A artista pretende retornar à carreira artística no mês de junho e diz que estará se organizando para “fazer tudo com excelência”. Com mais de um ano e meio do lançamento de Paz, Rosa pretende anunciar um single.

“Esse tempo que eu estou “off”, vamos dizer assim, tem sido muito bom para realinhar o coração, buscar a vontade de Deus e trabalhar muito mais focada no Reino de Deus e melhorar em todos os sentidos. Então em 2017 com certeza estaremos na estrada de novo”, conta a artista, que também pensa em um videoclipe.

Composições e parcerias

Apesar de, ao longo da carreira, Heloisa ter trabalhado com vários músicos e instrumentistas, é a cantora que escreve a maioria de suas músicas. Segundo a cantora, suas atividades como letrista e musicista foram acontecendo de forma natural.

“Tinha provavelmente 15 ou 16 anos quando compus as primeiras canções, que foram “Há um Lugar” e “Jesus é o Caminho”, e por aí minhas músicas foram vindo. Eu não lancei todas elas de uma vez só, resolvi pegar minhas músicas mais antigas e dividi-las nos álbuns, tanto que algumas delas eu fiz há mais de 10 anos e provavelmente irão para um próximo álbum. Eu gosto de ter isso, é como se eu estivesse guardando uma ficha há muito tempo (risos)”, disse a intérprete.

Na caminhada artística, Heloisa fez parceria com muitos músicos. Foi por meio dela que surgiu a banda Palavrantiga e que também, hoje, o músico Silva fez algumas de suas primeiras gravações. Recentemente, a artista dá crédito à Jr. Finnis, produtor dos álbuns Ao Vivo em São Paulo (2014) e Paz (2015) e responsável pela direção de seus videoclipes recentes.

No entanto, a cantora afirma que, mesmo com as parcerias, seu trabalho nunca ficou totalmente na mão de músicos externos. “Quando você faz as músicas como autor, já cria uma identidade, já tem um norte. Nas minhas composições eu ouço uma melodia e penso na letra, então quando vou passá-las a um produtor ou algum músico, já existe a letra, ritmo, melodia pronta, já tem uma ideia concebida”, pondera.

Edificou? Edifique mais alguém e compartilhe!

Rodolfo Nalini

Criador e editor do blog Energia Gospel. Administrador de formação, casado. Nascido em São Paulo. Futebol, aventura e séries são meus hobbies. Servo de Cristo, pregador, gosto de rap cristão, curto inovações e amo formas diferentes de evangelismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *